DIVISÃO DE CIÊNCIA
FEDERAÇÃO DA FROTA
ESTELAR DE SÃO PAULO

 



 

GLOSSÁRIO DE TERMOS TREKNOLÓGICOS


Anti-matéria (Anti-matter): É exatamente igual à matéria normal, sendo que possui carga elétrica oposta. Quando matéria e anti-matéria se encontram ( interagem ), há uma grande liberação de energia. A anti-matéria é o combustível primário dos motores de dobra das naves da Federação.

Bancos de Faser (Phasers Banks): Arma de artilharia montada no exterior das naves da Frota. Eles liberam um poderoso raio phaser semelhante a um feixe de energia. A Enterprise 1701 possui três bancos phasers. Os bancos de faser não podem ser utilizados em velocidades de dobra espacial.

Base Estelar (Starbase): Central de utilidades da Frota Estelar que pode estar localizada em qualquer ponto do território da Federação. As bases estelares podem ser localizadas em terra ou no espaço, também são chamadas Estações Espaciais.

Bote Salva-vida (Life Bote): Casulos de fuga presente em todas as naves estelares da Frota. São utilizados em caso de situação de grande risco para a tripulação.

Biofiltro (Biofirlter): Equipamento instalado dentro dos teletransportes para filtra todo e qualquer tipo de forma de vida hostil, tais como vírus ou doenças desconhecidas. Contudo, não funciona contra organismos para os quais não foi programado.

Casco (Hull): O casco da nave 1701 é composto por titânio e alumínio transparente. Tem 302 metros de comprimento, 140 metros de diâmetro e 71 metros de altura.

Comunicador (Communicator): Dispositivo de comunicação nave-terra e terra-nave .que pode ser preso à cintura. Possui a forma de uma pequena caixa; sua tampa quando aberta, serve como uma antena de alta freqüência.

Computador (Computer): O computador principal da Enterprise é muito poderoso e fácil de operar. Na maior parte das vezes, pode-se requisitar o que se deseja verbalmente. A resposta adequada será fornecida por uma voz feminina, caso sua pergunta não seja entendida o computador irá requisitar que você seja mais específico, de modo que ele consiga encontrar a resposta à sua pergunta inicial. O computador M-4 era lento para todos os processos da nave, o que foi compensado após a reforma, com a instalação da sua nova versão, o M-6. Convém lembrar que existiu um computador M-5, no entanto ele ficou paranóico no episódio .The Ultimate Computer, ( Os Computadores ), em função do desequilíbrio emocional de seu criador, Dr.Daystrom, e foi desativado.

Cristal de Dilithium (Dilithiun Cristal): O coração do sistema de dobra espacial. Controla a reação da matéria com a anti-matéria (M/A), o que permite à nave viajar mais rápido do que a velocidade da luz. O Cristal de Dilithium funciona como uma espécie de filtro para as reações da  matéria com a anti-matéria.

Curso (Bearing): Termo usado para descrever direções no espaço. Normalmente utilizado da seguinte forma: "Nave não identificada no curso zero-dois-cinco marco um-cinco" ou "Estabeleça rota para Vulcano curso dois-seis-cinco marco quatro-dois. Os números indicam a interseção de três coordenadas dimensionais (X - Y - Z).

Defletores (Deflectors): Também chamados de escudos ou escudos defletores. É um campo de força invisível que protege a nave contra adversidades naturais ou ataques hostis. Também pode ser utilizado o termo "TELA".

Disruptores (Disruptors): Arma de energia semelhante ao phaser. O disruptor é o principal armamento das naves romulanas e klingons, que não  possuem phasers. Não sabido até o momento se o disruptor possui uma posição de tonteio.

Doca Espacial (Spacedock): Também chamado de doca seca ou dique seco. Como nas antigas docas, é um local onde são abrigadas e/ou feitas manutenção nas naves espaciais. Convém lembrar que a maioria estão no espaço, pois as naves de grande porte da Federação não possuem capacidade de vôo atmosférico, não conseguindo assim decolar de terra.

Fator de Dobra Espacial (Warp Factor): Unidade de medida destinada a mensurar velocidades acima da velocidade da luz. A velocidade de cruzeiro da 1701 é a dobra espacial 6, o que significa 216 vezes a velocidade da luz e sua velocidade de emergência, dobra 8, que é 512 vezes a velocidade da luz. Velocidades acima de dobra 9 são consideradas de extremo risco, pois causam stress na estrutura da nave.

Frota Estelar (Starfleet): Divisão de segurança e pesquisa da Federação de Planetas Unidos que controla a navegação espacial e que freqüentemente toma decisões no tocante ao bem-estar das civilizações. Apesar de ser taxada de braço militar da Federação, a Frota é controlada por leis muito rígidas, como por exemplo, a Primeira Diretriz que proíbe a interferência física, política ou ideológica em outras civilizações.

Hangar (Hangar): Local reservado para pouso e decolagem de naves auxiliares (shuttles). A Enterprise original possui apenas um hangar que fica situado na parte traseira da Seção de Engenharia.

Nave Estelar (Star Ship): Veículo espacial que utiliza velocidades maior que a da luz para percorrer longas distâncias no espaço.

N.C.C.: Abreviação de Naval Contract Construction ou Contrato de Construção Naval.

Quadrante (Quadrant): Como as galáxias são grandes, dividiram-nas em quatro quadrantes como ainda assim os quadrantes são muito extensos, para uma fácil localização, foi criado o termo SETOR (sector), que é uma subdivisão do quadrante e usado para referenciar uma dada posição dentro da nossa galáxia. A Terra, por exemplo, está localizada no Quadrante Alpha.

P.A.D.D. (Personal Access Display Device): Dispositivo de apresentação e acesso a dados. Consta de um pequeno monitor de mão usado para dispor de informações armazenadas, no computador-biblioteca. Utiliza-se uma caneta ótica para fazer anotações e enviá-las ao computador central da nave.

Faser Pessoal (Personal Phaser): Arma adotada pela Frota, cujo nome deriva do termo fase; uma vez que sua operação é através de "fases". O disparo de um Faser se assemelha a um feixe de luz que é direcionado contra o alvo. Fasers são capazes de matar, ( vaporizando uma pessoa ), mas em geral são utilizados no modo tonteio, que deixa a pessoa inconsciente por um breve período de tempo. São utilizados também para cortar ou aquecer. O Faser, Tipo 1 possuía o tamanho de um mouse de computador e o tipo 2 possuía uma abertura onde o phaser 1 era encaixado tornando-o assim três vezes mais poderoso.

Ponte de Emergência (Emergency Bridge): Fica situada na Seção de Engenharia, atrás do Defletor Principal no deck 19.

Ponte de Comando/ Ponte Principal (Main Bridge): Central de comando da nave de onde o Capitão controla as operações. A ponte é uma " saliência " na parte central superior da Seção Disco.

Rádio Subespacial (Subspacial Radio): São transmissões de rádio que viajam através do continuum sub-espacial, permitindo que as mensagens sejam transmitidas e recebidas em velocidades superiores à da luz.

Raio Trator (Tractor Beem): Mecanismo que emite um raio de energia que permite aproximar e arrastar pequenos objetos. O raio trator também é usado para atracação automática de naves auxiliares.

Sintetizador (Replicator): Primo do teletransporte em tecnologia. Este aparelho permite a perfeita reprodução de pequenos objetos fazendo uso de padrões moleculares armazenados na memória do computador-biblioteca. A maior parte dos alimentos servidos a bordo da naves da Frota, são providos por sintetizadores, localizados em diversos pontos da nave. Quanto maior o objeto que se deseja "replicar", maior a quantidade de energia que a nave gastará para produzi-lo, por isso não é possível a replicarem de grandes partes físicas da nave como por exemplo naceles.

Sensores (Sensors): Sofisticados instrumentos científicos capazes de detectar e analisar quase tudo que se possa imaginar. A leitura dos sensores é mostrada nas telas das estações de controle. Quando necessário, pode-se requisitar verbalmente o que se deseja analisar, ou seu resultado da análise.

Separação da seção disco (Saucer Section Separation): A 1701 é capaz de separar o disco da seção de engenharia e naceles via uma pequena explosão localizada na conexão do disco com a dorsal. Sua reconexão somente pode ser feita com o auxílio dos equipamentos de uma doca espacial.

Setor (Sector): Cada quadrante é dividido em milhares de setores. Um setor típico leva cerca de cinco dias para ser atravessado em dobra 9. A maior parte dos setores é chamado pelo nome da principal estrela nele presente.

Nave Auxiliar (Shuttle): Pequena nave do porte de uma pick-up. Pode transportar até nove tripulantes em viagens relativamente curtas. As naves auxiliares não possuem capacidade de dobra espacial.

Sistema de Impulso (Impulse Drive): Sistema de propulsão secundária usado em viagens abaixo da velocidade da luz. Muito mais lento do que o sistema de dobra, este sistema é geralmente utilizado dentro de um sistema solar ou orbitando planetas. Os motores de impulso utilizam a queima de combustível sólido para deslocar a nave.

Sistema de Dobra Espacial (Warp Drive): Principal sistema de propulsão das naves da Frota. Este sistema permite às naves viajar acima da velocidade da luz, para cobrir distâncias muito grandes. O sistema de dobra espacial da Enterprise é alimentado por um reator de matéria/anti-matéria controlado por cristais de dilithiun.

Subespaço (Subspace): Continuum espacial no qual se viaja quando em velocidade de dobra espacial.

Torpedos Fotônicos ou de Fótons (Photon Torpedoes): Arma de energia disparada contra alvos que se desloquem à velocidade da luz. O torpedo é uma peça retangular com as pontas arredondadas e quatro motores. Sua carga geralmente é composta por matéria e anti-matéria. Também é usado para sepultamentos, entre outras coisas. A 1701 possui cerca de 400 torpedos fotônicos e não tem capacidade para produzi-los.

Tradutor Universal (Universal Translator): Programa disponível no computador principal das naves da Frota que pode analisar qualquer língua alienígena e traduzi-la para o Inglês padrão   e vice-versa. Não funciona para todas as línguas e em certos casos é  pouco confiável, principalmente quando se tem pouca informação a respeito de uma determinada cultura para que o computador o analise de forma desejada os elementos para estabelecer um parâmetro lingüístico. Existe também um modelo portátil, usado em missões de campo.

Teletransporte (Teletransport): Mecanismo que permite o "transporte" de um lugar para outro por meio da conversão da pessoa/objeto em energia e enviando seu código molecular (DNA) para a localização desejada, então rematerializando-a.

Tricorder (Tricorder): Instrumento científico de uso pessoal/manual que permite a análise de praticamente qualquer coisa. É sempre carregado a tira-colo e parece com um pequeno gravador. Para usá-lo, basta ativar e apontá-lo para o que se deseja estudar. O usuário deve analisar as leituras e então fazer um relatório, tal como: "Leitura do tricorder indica que não existem formas de vida neste planeta".

Turbo Elevador (Turbo Lift): Elevador utilizado para se deslocar dentro da nave. Devido ao tamanho das naves da Frota. Existem vários turbo-elevadores que são capazes de se deslocar tanto na vertical quanto na horizontal.

U. S. S.: Sigla em inglês para United Star Ship, ou Nave Estelar da União.

 




VIDA LONGA E PRÓSPERA......!


DIVISÃO DE CIÊNCIA
FEDERAÇÃO DA FROTA ESTELAR DE SÃO PAULO