FEDERAÇÃO DA FROTA 
ESTELAR DE SÃO PAULO

RESPONSÁVEL - ALMIRANTE WILTON
EDITOR CHEFE - CAPITÃO CARLOS
COLABORADORES - CAPITÃ JOSEMEIRE 
- TENENTE ERICK

INFORME GERAL 
N. 004/99

 



 



A MANOBRA CARBONITE

Um episódio da série clássica de Jornada nas Estrelas, onde a U.S.S Enterprise se depara  com uma barreira gigantesca, em formato cúbico, e cuja presença impede que a Enterprise siga sua viagem. 


Ao que tentando eliminar esse bloqueio, KIRK e sua tripulação descobrem a  presença de uma nave ( U.S.S. FESARIUS ) comandada por um ser auto denominado BALOK e queacaba por capturar a nave da Federação.

O ser alienígena informa que a atitude da Enterprise foi hostil, e que isso deve ser punido com a destruição da mesma.

Impossibilitado de atacar a nave, KIRK efetua um blefe, afirmando que a estrutura da Enterprise é composta de CARBONITE, matéria esta que causará extrema.destruição caso a nave seja atingida, o que implicaria em destruição de BALOK e sua.nave. 


Aproveitando-se do descuido de BALOK, é executada uma manobra repentina na Enterprise, que consegue libertá-los o raio trator da nave alienígena. No entanto, em conseqüência dessa manobra, a nave U.S.S. FESARIUS sofreu grandes avarias e passa a transmitir um pedido de socorro.

Diante desse quadro, KIRK, MCCOY e o Tenente DAVE BALEY transportam-se para a FESARIUS e lá  descobrem  que o pedido de socorro também era um blefe de BALOK para testar as reais intenções da Enterprise.


Esclarecido que o ser é representante da PRIMEIRA FEDERAÇÃO e de suas intenções pacíficas, é definido que o Tenente. BALEY, seguirá viagem. junto com BALOK para trocar informações como uma espécie de embaixador.


- WILLIAM SHATNER, 
- LEONARD NIMOY, 
- DEFOREST KELLEY,  
- JAMES DOOHAN,  
- NICHELLE NICHOLS, 
- GEORGE TAKEI, 
- CLINT HOWARD como Balok, 
- ANTHONY CALL como Tenente Baley.

 

 

 


O PRIMEIRO CONTATO

Como você se comporta em seu primeiro contato com alguém? O episódio de Jornada Nas Estrela com o título MANOBRA CARBONITE trata, de certa forma sobre isso. Do início ao fim, tudo é uma seqüência de artifícios para tentar saber o existe na outra nave, e qual a sua real intenção.

Será que isso foge da nossa realidade, ou mesmo daquela em que o episódio foi escrito ( a mais de 30 anos )? Na minha opinião, creio que a idéia é super atual, ou seja, a de se questionar como devemos abordar os estranhos.

Quem já não usou, pelo menos, do artifício de omitir .uma .informação em  um   primeiro encontro. Não falo daquela mentira mal intencionada ou ameaçadora ( como fez KIRK a falar da possível explosão ), mas o fato de esconder algo que fora questionado por alguém, a quem acabamos de conhecer.

Seria isso correto? Pois já me disseram uma vez: " na vida devemos confiar desconfiando".

Seria isto certo? Não sei.!

Então o porquê do episódio é dizer que as vezes é necessário mentir para venhamos a obter êxito em nosso futuro? Também não creio nisso.

Uma das principais diretrizes da JORNADA de RODDENBERRY é abordar amistosamente os estranhos e novos mundo, buscando conhecer suas culturas e, acima de tudo, mostrando a missão de paz que impera no seio da Federação.

Sem querer definir isso ou aquilo, vejo a grande relatividade que cerca todas as coisas nestavida, a de que tudo deve ser pensado, pois uma atitude que via de regra condenável, em determinadas horas, poderá ser a mais correta em outra ocasião. Contudo, a tomada da decisão correta dependerá da capacidade de discernimento do indivíduo, a qual inclui a perfeita consciência das conseqüências de sua atitude


Por Carlos Alberto Rodrigues Junior  

 

 


ESPAÇO NOSSO

 

Você, que já sabemos ser um trekker maníaco, responda: existe alguma outra série de ficção científica que lhe faz a cabeça também? Em matéria de TV e Cinema, existe algo mais?  

Conte um pouco sobre você, divida conosco suas idéias no campo da TV e do CINEMA Mandando para cá o seu recado, poderemos dividir isso com os demais membros da  tripulação, podendo, inclusive, descobrir, que outras pessoas também podem apreciar programas semelhantes, criando um outro vínculo com os demais. 

Só para provocar, aí vai o meu recado.  

 

Nome: Carlos Alberto Rodrigues Jr  

 

Localização: Belém - Pará 
 


Estilo de Filmes:
Comédias do tipo pastelão ( Corra que a polícia vem aí, Top Gang, filmes da série a Pantera Cor de Rosa ), além dos filmes que envolva UFOS e aventuras espaciais.  

Seriados e Programas de TV: Gosto de Arquivo X, mas sou fascinado por um  desenho que, de forma alguma foi criado par crianças, cuja picardia e senso crítico  são fantásticos - The SIMPSONS.


Sonho: Aprender a desenhar cartoons, saber fazer rir.

Aventura: Visita ao Museu Aero-Espacial em Washington

 

 

VISITA DO TENENTE ERICK
COMANDANTE DA BASE AVANÇADA DENVER-COLORADO
NO LAS VEGAS HILTON


Eu gostaria de dividir com vocês a minha experiência no Star Trek Adventure, no LasVegas Hilton.

Data: Setembro 1998.

Durante uma semana de folga que eu tive durante o meu curso, um amigo venezuelano me faz a seguinte pergunta: Erick, estou indo com uns amigos para Las Vegas durante este break. Você gostaria de ir junto? Na fração de segundo entre a pergunta e a minha resposta, só uma coisa veio na minha mente : Star Trek Adventure no Las Vegas Hilton. 

  


Não preciso dizer que aceitei de imediato, com a condição única e exclusiva de que teríamos que ir nesta aventura no Hotel Hilton.

As 10 horas dirigindo o carro entre Denver e Las Vegas parecia uma eternidade, visto que eu estava a realizar um desejo de pelo menos 2 anos de conhecer esta atração.

Como chegamos as duas da manha em Las Vegas, convenci os meus amigos de irmos visitar oscasinos de imediato, para sobrar mais tempo no dia seguinte para irmos as atrações de LV.

Enquanto os meus amigos estavam pensando na montanha russa do New York - New York, na Stratosphere, na apresentação de piratas do Teasure Island, nos mágicos do Ceasar's Palace, nas lutas medievais do Excalibur, eu só tinha o pensamento voltado para. o Hotel Hilton.

No dia seguinte, após um café da manha no Danny's, fomos direto para o Hilton, ao nos aproximar-mos do hotel, um enorme display já indicava o que nos aguardava. O coração batia mais forte cada vez que eu respirava.

A distancia entre o parking lot e a atração, que era cerca de 5 minutos um do outro, demorou uma eternidade para passar. Finalmente chegamos a bilheteria: $14 dólares para a aventura nãome pareceu caro, mesmo sabendo que em qualquer outro parque temático o valor do bilhete para o dia inteiro sai por $45.00. Logo que recebi o bilhete, comecei a scanear com os olhos os detalhes do Klingon que o bilhete mostrava. O coração parecia que ia sair pela boca quando eu entreguei o bilhete para o funcionário do hotel.

  


A aventura começa andando por um salão que tem varias fotos de ST, STNG, DS9, VOYAGER, junto com video-clips de vários episódios da saga Star Trek. Dentro de display de vidro, vários bonecos com as roupas originais dos filmes e episódios mostrados para nós no decorrer dos anos.

Era só um rápido olhar na memorabilia que eu já me lembrava dos episódios.

No lado esquerdo do corredor, um imenso mapa estelar com as datas de todos os fatos importantes para os fãs de Star Trek, inclusive a data que o Worf,  quando foi aceito na Federation e que a Tasha faleceu.

No fim do corredor, um check - in point onde um funcionário do hotel, vestido com um uniforme cinza, nos separava em grupos para o inicio do que seria a verdadeira aventura.

Após 3 minutos, este funcionário nos indicou o caminho para um salão onde teríamos que ficar posicionados em cinco filas, esperando algo acontecer. De repente, as luzes se .apagam, e os muros que nos rodeavam dão lugar a  uma  cortina de fumaça e nos encontramos no Transporte Room 3 da  U.S.S. Enterprise-D. Fomos   Beam up sem perceber, e a oficial de segurança que se encontrava a nossa  frente pediu para que a acompanhassemos para a ponte de comando, onde o " Number 1 " irianos explicar o que aconteceu. E lá fomos nós, sorrindo de orelha a orelha, nos dirigindo um "turbo lift" o qual a oficial nos mostrava.

Depois de alguns instantes no "turbo lift", chegamos na famosa ponte de comando que já nos acostumamos a ver centenas de vezes. 

  


Na tela, o Comander Riker e o Lt. Geordi La Forge nos explicam que um de  nos era um ancestral  do Comander Jean-Luc Picard e que os Klingons estavam prestes a nos seqüestrar para matar o ancestral do Picard e consequentemente, o Picard não existiria no Futuro.

A Enterprise havia conseguido transportar-nos " just  in  time " de evitar que os Klingons conseguissem realizar a maligna tarefa deles. Na tela, Riker também nos informava que a Enterprise estava em batalha com os Klingons naquele momento, e ele iria nos enviar de volta para o nosso tempo em um space shuttle pilotado pelo Geordi.

Então, nos fomos direcionados para um hangar onde entramos em um space shuttle e fomos em direção a Setembro 1998. Assim que o space shuttle deixa a Enterprise, um Klingon Bird- of - Prey decloak na nossa frente e começa a nossa tentativa de fuga para a " sobrevivência "  Graças a habilidade de Geordi, conseguimos entrar em um warm hole evoltamos para os céus de Las Vegas, porém, o Bird-of-Prey nos seguiu e está nos caçando sobre os céus não tão seguros de Las Vegas.

Quando parecia ser o nosso fim, frente a frente com a nave Klingon, surge a Enterprise e destroi o nosso oponente. Quando finalmente chegamos a " Las Vegas ", deixamos o shuttle com a  certeza que não iríamos enfrentar mais nenhuma surpresa e nos deparamos.com dois Ferrengi trabalhando como garçons no Quark's.

  


Realmente, esta experiência deve ser vivida por todos os  Trekkers da Galáxia. Mas não se esqueçam de levar bastante dinheiro, pois e difícil se controlar para não comprar uma jaqueta igual a do Picard por $400.00.

Regards

Tenente Erick

 

 

ANIVERSARIANTES
MARÇO/99


Janes Doohan
Chefe-Engenheiro Montgomery Scott Mar/03

John DeLancie
" Q " Mar/20

William Shatner
Capitão Janes T. Kirk Mar/22

Leonard Nimoy
Oficial de Ciência Spock Mar/26

Marina Sirtis
Conselheira Deanna Troi Mar/29


Julio Cesar Terroni
Alferes jcterroni@linkway.com.br Mar/01

Luiz Rafael De Vargas
Alferes ravargas@br.homeshopping.com.br Mar/03

Fernando Antonio Silva Rocha
Alferes gandalf@uol.com.br Mar/05

Eduardo Jordão De Achilles Mello
Alferes eduardo.achilles@starmedia.com Mar/10

Ubiratan De Campos
Alferes udcampos@uol.com.br Mar/16

Antonio Lucas De Oliveira Laynes
Alferes skywalker@mais.sul.com.br Mar/17

Alessandro Goulart
Alferes agoulart@hotmail.com Mar/23

Marli Helena Cocco
Alferes marli_hc@hotmail.com Mar/24

Osvaldo Luiz Borges Malheiros
Alferes omalheiros@zipmail.com.br Mar/24

Welmenson Da Silva
Tenente wel@zipmail.com.br Mar/25

Jacques Griffel
Alferes griffel@zaz.com.br Mar/26

Brauliro Gonçalves Leal
Alferes brauliro@wkve.com.br Mar/29


 

HUMOR TREKKER

Criação do australiano John Cook, SEVTREK é um achado na área dos Cartons sobre Star Trek, em todas as suas fases, desde a série clássica até a recente Voyager, incluindo os filmes.

Ao tomarmos conhecimento da existência desse material, buscamos contatar o autor, para que permitisse a divulgação de seu trabalho,  neste nosso informativo, no que fomos atendidos, sem qualquer custo, para a FEDERAÇÃO DA FROTA ESTELAR DE SÃO PAULO.

Iremos apresentar o SEVTREK no original (em inglês ) para não interferir no desenho do artista, onde adiantamos a vocês que os nomes são criações do mesmo, e logo a seguir uma tentativa de tradução, que será quase literal, pelo que pedimos desculpas antecipadamente.

 

. ZAREK: - Quirk, você perdeu sua nave sua tripulação sua carreira só para salvar Spook, por que ?

. CAP. QUIRK: - É que esta provado que é mais lucrativo atender a necessidade de um do que a de vários.

THE SEVTREK É UMA CRIAÇÃO DE JOHN COOK, CUJA DIVULGAÇÃOE TRADUÇÃO FORAM AUTORIZADAS PELO MESMO, ESTA OBRA NÃO PODE SER DIVULGADA SEM A PRÉVIA PERMISSÃO DO AUTOR

 

 As Desventuras na Base Belém

Sem querer ser pretencioso ao ponto de chamar isto de uma obra de arte, ou me considerar um humorista, apresento a vocês uma brincadeira nossa, cujo tema é a vida em uma Base Espacial.da F.F.E.S.P., cujo nome é Belém, onde para manter os canais de comunicação da Frota funcionando é necessário um senhor trabalho de uma quase eficiente equipe.

A esquerda, temos o oficial cozinheiro da Base, um Klingon chamado MJ ( Mister Jamaica ) criado nos arredores de São Luis do Maranhão, onde aprendeu a gostar de reage e não aprendeu.a cozinhar. Em função da necessidade de alocar os Klingons ( em decorrencia de um tratado de paz ) ele foi destacado para trabalhar na Base Belém, mas não sabemos até quando.

   

 

NOVOS
CERTIFICADOS DE SÓCIOS

Está sendo desenvolvido, o novo Certificado de Sócio, onde você poderá ter a sua foto vestindo o novo uniforme do filme Star Trek - Insurrection.

Veja como você poderia ficar:

PODERIA SER VOCÊ ! TENENTE FABIO



Envie sua foto 3x4, via e-mail ao Tenente Fabio - tugy@mandic.com.br não podendo.enviá-la, por e-mail, envie por correio, ou contate o Tenente Fabio, que explicará o procedeimento a ser adotado.

 

Visite a Galeria da Tripulação da
FEDERAÇÃO DA FROTA ESTELAR DE SÃO PAULO
   

 

 

FÃS COLECIONADORES

Existe um Site Super Legal, que é um tipo de Galeria Virtual, para colecionadores de objetos Trekkers e outros do gênero de ficção científica.
Recomendo a todos. Confira com o pessoal da U.S.S.(Ralfo e Elisa e Marcos).

 




Matérias e materiais, para serem divulgados nas futuras edições dos Informes Gerais, devem ser encaminhados à PONTE DE COMANDO - F.F.E.S.P. ao cuidados do Capitão Carlos Rodrigues Junior - fome@amazon.com.br - Comandante da Base-Avançada-Belem-F.F.E.S.P.

Federação da Frota Estelar de São Paulo   Base Avançada Belem - F.F.E.S.P.
FEDERAÇÃO DA FROTA 
ESTELAR DE SÃO PAULO 
BASE AVANÇADA BELEM  
F.F.E.S.P.

 

Jornada Nas Estrelas a assim como as imagens e simbolos aqui utilizados são da Paramount Pictures Inc, uma empresa Viacom. Reconhecemos seu direito autoral e não tentamos infringir. O objetivo deste informativo é divulgar o Universo Trekker de Jornada Nas Estrelas.